Meios digitais vêm alterando cada vez mais a jornada de compra de imóveis

Confira como se adaptar a esta nova realidade digital.

Além das preocupações com a saúde, empresas do setor imobiliário em todo o mundo estão preocupadas sobre como o novo coronavírus (covid-19) impactará o comércio eletrônico como um todo.

Portais de comércio eletrônico, B2B, B2C e corretoras físicas semelhantes voltadas à compra e venda de propriedades estão sentindo o impacto do coronavírus em seus negócios de uma forma ou de outra.

Cada semana revela impactos mais drásticos e sem precedentes resultantes da covid-19. Embora nem todos esses impactos tenham uma fresta de esperança, vimos muitas empresas estão a reagir aos contratempos com soluções fantásticas e inovadoras.

Algumas, por exemplo, estão retreinando as suas forças de vendas offline para usar a realidade virtual e a mídia social para envolver os clientes.

Isso permite que eles forneçam um impulso positivo à economia em seus momentos de necessidade e também permite que os clientes continuem a tomar decisões e a fazer pagamentos para beneficiar o seu futuro.

Essas estratégias podem beneficiá-los para além desta crise, permitindo-lhes atender melhor seus clientes.

Para empresas de todos os setores, o marketing ao consumidor e o gerenciamento de marcas desempenham um papel crucial na criação de marcas baseadas em afinidade.

Com estratégias de marketing bem planejadas, focadas no mercado e centradas no consumidor, as marcas podem desenvolver uma vantagem competitiva sustentável.

No setor imobiliário de hoje, os desenvolvedores não podem ter esperança de criar o produto perfeito sem uma pesquisa e análise de mercado detalhada para rastrear as tendências do mercado ou sem identificar seu público-alvo.

Essas empresas só alcançarão usuários na localização e no segmento de renda adequados para seus projetos com uma estratégia de marketing e branding eficiente.

Como a jornada de compra de imóveis vem sido alterada pelos meios digitais?

A maioria dos profissionais de marketing falha quando acredita que o cliente já está ciente de seu desejo de ter um terreno em condomínio no Ecoville para construir a sua casa própria. Essa jornada realmente começa quando a necessidade de possuir uma casa é acionada pela primeira vez por meio de uma proposição inegável.

Depois que esse gatilho é criado e o cliente está convencido de que precisa de um terreno para a sua casa própria, outros impulsos, como explorar ofertas competitivas e criar um conjunto de consideração, seguem-se.

Nesse estágio, torna-se bastante importante criar uma marca de destaque e parecer melhor do que o resto. Vamos dar uma olhada em algumas estratégias de marketing que estão sendo usadas e podem ser desenvolvidas por agentes imobiliários no país:

Portfólio de propriedades de marca

Para os agentes imobiliários, ter uma marca reconhecível e respeitável desempenha um papel crucial na construção da confiança do cliente. Se reflete confiança e cria aspirações, a marca pode influenciar a decisão de compra do cliente e sua experiência como proprietário.

Os incorporadores brasileiros estão apenas começando a perceber a importância dos imóveis de marca e começaram a comercializar projetos imobiliários como ‘produtos de marca’ e não apenas commodities.

Para fazer isso, eles precisam de estratégias de marca coesas que levem em consideração a nomenclatura, a identidade da marca e a proposição de valor de uma propriedade.

Os desenvolvedores podem se beneficiar da criação de uma arquitetura de marca clara, definida ao longo das linhas de segmentos de bens e consumidores.

Por exemplo, os desenvolvedores precisam de marcas de propriedades residenciais que possam atender separadamente a propriedades no segmento de luxo premium e no segmento de renda média e acessível.

Da mesma forma, os incorporadores de imóveis comerciais devem ter marcas distintas que atendam ao segmento de escritórios corporativos de alto padrão, segmento de TI de alta qualidade e segmento de escritórios boutique.

Com essas iniciativas, os agentes imobiliários podem criar marcas que tenham uma base de clientes fiéis e comandem prêmios sustentáveis.

Feedback e envolvimento do consumidor

Manter o contato direto com o cliente é uma ferramenta poderosa no arsenal de um desenvolvedor, pois gera uma alta proporção de vendas diretas. Mas a história do envolvimento do cliente não deve terminar no ponto de venda.

Os serviços pós-venda desempenham um papel igualmente importante para a marca de um desenvolvedor. Nos últimos anos, os desenvolvedores com uma estratégia abrangente de engajamento do cliente construíram com sucesso o boca a boca positivo e um forte sistema de referência.

Uma faceta importante deste exercício é o desenvolvimento de uma equipe de atendimento ao cliente dedicada e experiente, que pode auxiliar os clientes em todo o processo de vendas e pós-venda. Com ele, os desenvolvedores fornecem a seus clientes um ponto de contato confiável para suas necessidades e reclamações.

Desenvolvimento de Produto

Acompanhar o pulso do consumidor durante o desenvolvimento do produto precede todos os outros fatores. Novas tendências estão surgindo em arquitetura e design para otimizar a utilização do espaço interno por meio de princípios de design fluido na arquitetura estrutural.

Da mesma forma, os arranjos interiores permitirão a fácil transformação de um espaço para múltiplas necessidades e funções. Moradias conjuntas e estudantis – palavras da moda no setor antes da pandemia – agora precisam redirecionar suas ofertas, pois a recuperação da economia compartilhada vai demorar mais.

Com o trabalho remoto feito dentro do próprio lar tendo um turno semipermanente, o espaço de trabalho adicional ao ver um apartamento para vender no Capão Raso também se tornará um fator de influência.

Marketing digital

O marketing digital é uma ferramenta estratégica comprovada e tem se mostrado extremamente útil para o setor imobiliário.

Com os clientes gastando mais tempo online e em seus celulares, a geração do milênio se tornando cada vez mais compradores domésticos e a covid-19 criando desafios de distanciamento social, o centro das atenções está em todas as coisas digitais.

Como resultado, os agentes imobiliários com infraestruturas online eficientes, como um site otimizado para SEO e canais de mídia social envolventes no Facebook, Instagram e LinkedIn, colheram com sucesso os benefícios do digital marketing.

Idealmente, os desenvolvedores devem otimizar seus sites para todas as plataformas, como celulares e tablets, e desafios de conectividade com a Internet.

As propriedades anunciadas devem ser acompanhadas de fotos e vídeos de alta qualidade. Informações de contato e detalhes da propriedade, incluindo preços, também devem ser facilmente acessíveis.

Mais importante, os profissionais de marketing devem olhar para as plataformas digitais como uma parte integrada de sua comunicação de marketing e não como uma reflexão tardia. A adaptação da comunicação da mídia tradicional para uma boa tradução digital deve ser parte integrante do plano de marketing.

Empregando ferramentas de tecnologia da nova era

As incertezas relacionadas à pandemia da covid-19 impulsionaram a digitalização no setor imobiliário. Antes, era improvável que os compradores e inquilinos em potencial concluíssem as propriedades sem visitas físicas, mas agora estão tomando decisões com base em vídeos e reuniões virtuais com proprietários e incorporadores.

Ao oferecer mais tecnologia da nova era, como Realidade Virtual, passeios de drones e imagens 3D, os vendedores de imóveis podem atrair muito mais consumidores. Ao mesmo tempo, usando inteligência artificial e aprendizado de máquina, e tornando-se alfabetizado em dados, o setor pode otimizar altamente sua estratégia de marketing e segmentação.

Ofertas personalizadas e customizadas

O usuário sintonizado digitalmente está acostumado a um alto grau de personalização nas informações que consome e nas decisões de compra que toma. Os desenvolvedores de imóveis devem oferecer uma experiência semelhante a seus consumidores em potencial, oferecendo listagens de pesquisa baseadas em IA que podem ser personalizadas com vários filtros e serviços.

A tecnologia humana também desempenha um papel fundamental aqui. Uma equipe de vendas e atendimento ao cliente afiada será capaz de avaliar e traçar o perfil de um cliente em segmentos com base nas características, usando os dados disponíveis sobre idade, ocupação, detalhes da família, etc. melhorando a experiência do cliente.

Enquanto os desenvolvedores brasileiros procuram amplificar sua marca e solidificar sua posição no setor imobiliário em rápido crescimento, uma estratégia de marketing bem definida e centrada no cliente pode fazer toda a diferença.

E à medida que o mercado cresce e os comportamentos dos clientes (bem como a jornada de compra de imóveis) mudam, esses desenvolvedores se beneficiarão com a adaptação de suas estratégias e aprimoramento com inovações tecnológicas.

Siga-nos nas redes sociais e aprofunde os seus conhecimentos sobre o mercado imobiliário e aproveite para ver apartamento para vender!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *